Monday, March 13, 2006

Dias de Rosas



Dias de rosas vivi...
O perfume que exalavas
Em tuas mensagens doces
Seduzia-me, embriagava-me
Fazia-me a dor esquecer
Tua beleza de alma
Espelhada em seus versos
Refletia luz que iluminava
Os dias escuros de meu viver
Sua presença na tela
Mesmo pensando nela
Fazia-me renascer
Das cinzas e do fracasso
Esquecendo-me do cansaço
Fazendo-me te querer
Dias de rosas vivi...
Com teu carinho constante
Com tua alegria contagiante
Com o teu jeito simples de ser
Não sei se foi sonho apenas
Ou uma simples fantasia
O que importa é o prazer
A que tu me conduzias
Fazendo-me esquecer
Os problemas do dia-a-dia
Da vida o meu mecenas
Você já saiu de cena
Dias de rosas vivi!

Benvinda Palma
Adm.SPP
))§(

2 comments:

Ludiro said...

grande amiga, grande poeta!!
Seus passos são firmes e seguros, terreno de rochas, conduzes a palavra numa melodia, numa conquista sem par!!
Você é uma bandeirante desbravadora nas matas deste mundo poético!
Meus parabens!!
^^Ludiro^^

Mayra said...

Benvinda, só quem vive intensamente pode afirmar que é feliz.

As lembranças são o fio que nos liga ao passado e nos conduz ao sonho, que um dia foi real.

Vivemos hoje "Dias de Rosas" com as lembranças que restam e transformam o nosso presente em um imenso jardim, além do tempo e da saudade.

Você é sábia nas palavras, amiga poeta!

Beijos.