Sunday, March 26, 2006

Mal-me-quer


Já desfolhei mil margaridas
Bem-me-quer, mal-me-quer...
Ainda não me dou por vencida
Continuo cultivando este amor
corrosivo, atroz, dentro de mim
Continuo cultivando margaridas
inebriantes, doces, excitantes
Em meu imaginário jardim
Quando chegar a Primavera
Novamente elas irão florir
E um novo amor irá desabrochar
Para que eu volte de novo a sorrir!
Benvinda Palma
Adm.SPP
))§(

1 comment:

Christina M. Herrmann said...

Um pouco triste mas com uma linda mensagem de esperança, gostei!

Beijos da sua amiga borboleta :)