Saturday, November 25, 2006

Tuas Mãos

Tuas mãos

Ah! tuas mãos....
Tão cálidas....tão carinhosas...
Tão perfumadas....
Cheirando a Rosas
Transpiravam o aroma da emoção...
Transbordavam pelos poros..
A seiva de teu coração...
Ah tuas mãos...
tão ternas...
Tão eternas...
Com magia me afagavam
Com maestria despertavam
a doce e fiel fantasia
Que durante tanto tempo ...
No silêncio da noite vazia
Na cama espaçosa, fria
Eu queria alimentar...
E quando com você eu sonhava
Feliz então adormecia...
Saciada pela ilusão
De tê-lo tido ao meu lado,
Entregue, apaixonado,
Escravo de minha paixão!
Ah! tuas mãos..
tão reais...
Tão divinamente carnais...
Fizeram meu mundo girar ao contrário
Seria fruto do imaginário?
Ou foi Deus então que pirou?
Queria congelar aquele tempo
Queria morrer naquele momento
Para nunca mais sofrer...
Mas ali estávamos nós...
Loucos, sem juízo,
No paraíso...
Sem pudor,
Sem um anjo ou algoz
Que pudesse nos repreender...
Inebriados,
Enfurecidos
Pelo desejo.
Seduzidos
pelo mais sublime viver...
Ah Tuas mãos!

Benvinda Palma

1 comment:

além mar peixe voador said...

Linda declaração de amor..
Poeta querida grata por mais esta leitura .
bjs,
tua virgínia além mar