Monday, December 11, 2006

POEMA DO QUERIDO POETA GUSTAVO SCHRAMM

Casa Nova
Guarda-me ninho, bem-vindo,
Quando voar me cansa,
Quando ventar, me alcança,
E em ti vou-me, esculpindo.
Vez que sou chuva, me guarda,
E zela o sono em preguiça,
Colchão de penas, que o vento ouriça,
Na quietude que em ti não tarda.
Acolhido, sonho de poeta,Esparrama-se, espaçoso,
Nas tramas dos ramos dorme
E o coração se aquieta,
Do seu pulsar pesaroso,
Em um arfar uniforme.
Gustavo Schramm.

2 comments:

Gustavo said...

Querida poetisa, que belo blog, que bela surpresa... ah ficou lindo, muito obrigado de coração.

E eu cada vez mais encantado com as lindas amizades que a net me traz. Obrigado por fazer parte deste lindo grupo poético que me cerca, tens lugar de destaque! E em meu coração também!

Um grande beijo, deste amigo, que por hora anda um tanto ocupado e muito preocupado com minhas provas finais, na reta da formatura, mas que nunca esquece de vcs aí!

Arlete Castro said...

Sempre um encanto este teu cantinho querida amiga. Beijinhos!