Friday, August 17, 2007

Meu Saci-Pererê


Meu Saci-Pererê

Você é meu Saci- Pererê
Diabinho encantador
Colocou-me à tua mercê
Mas, só trouxe dissabor
Veio pra junto de mim...
de mansinho
Disfarçado de anjinho
Mas anjo não era não
Fuçou
Mexeu ,
Remexeu
Puxou
o cordão
de meus sentimentos
E, quando estava acelerada
Insanamente apaixonada
Arranjou uma namorada...
Ora essa!!!
Deixou meu coração ao relento
Abandonado
Coitado!
Jogado à mercê do vento
Batendo na contra-mão!
Buliu com os meus sonhos
Que choram teu olhar risonho
O teu toque suave
De borboleta, de ave,
de Midas
Transformando-me em rosa
Rainha de teu jardim
Agora sou pétalas caídas
Sem tua magia não há vida
Preciso de tuas travessuras
Preciso de tuas aventuras...
Que seqüestre minha solidão
Mas, minha fada madrinha
Fez-me uma confissão:
Disse-me que você vai voltar
Na noite de lua cheia...
Disfarçado de sereia
De um boto cor-de-rosa
Ou de um botão de rosa
Pra roubar meu coração!

Bemtevi

1 comment:

além mar peixe voador said...

gostei,aliás aprecio muito teu estilo querida Benvinda poeta,
afetuoso abraço,
tua de sempre amiga e leitora,
virgínia